Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Mais resultados...

Dicas

Dica: Fonte para disléxicos

Para aqueles que tem dislexia, como eu, tenho uma dica de ouro! Recebi um grande presente de um amigo, e tenho certeza que será extremamente útil para mim, ainda mais por eu gostar de escrever muito. Apesar de ter publicado vários livros, o ato de escrever para mim não é Leia mais…

Por Tales, atrás
Linux

Netflix/Pipelight para Sabayon

Muitos de vocês já sabem que sou usuário do Sabayon. Porém poucos sabem que ainda não é possível, ao menos de forma “oficial”, rodar o Netflix no Sabayon. Conversando com os desenvolvedores do Pipelight, tive ajuda para compilar manualmente o Wine e o Pipelight, posso dizer que agora o Netflix Leia mais…

Por Tales, atrás
Linux

Portage e Entropy trabalhando em sintonia

Esses dias convenci um amigo, Adriano Moura, a experimentar a distro Linux Sabayon, que curtiu muito! Uma distro – na minha opinião – ótima, baseada no Gentoo, porém utiliza pacotes compilados e possui toda uma estrutura bem robusta para alimentá-lo e um ótimo gerenciador de pacotes chamado Entropy. É uma Leia mais…

Por Tales, atrás
Linux

Pipelight – Rodando Silverlight em browsers nativos do Linux

Depois do sucesso em que um grupo de entusiastas conseguiram rodar o Netlix no Ubuntu através de customizações nas configurações do Wine, em que utiliza-se uma junção do Firefox para Windows junto com o Silverlight – programa responsável pela reprodução dos vídeos da empresa Netflix para a plataforma desktop –, um outro projeto surgiu e muito mais interessante.

O projeto Pipelight propõe algo mais sério e mais interessante, a criação de uma biblioteca que proporciona rodar qualquer aplicação dependente do Silverlight. A grande procura e utilidade para esse projeto está na execução do Netflix diretamente nos browsers nativos para Linux.

De acordo com o projeto, o Pipelight consiste de duas partes: uma biblioteca Linux que é carregada no navegador e um aplicativo (pluginloader.exe) do Windows iniciado pelo Wine. Esse plugin simula um navegador e carrega as DLLs do Silverlight. Quando você abre uma página com um aplicativo Silverlight, a biblioteca Linux enviará todos os comandos para o navegador, proporcionando o funcionamento direto nos navegadores nativos para Linux.

O mais interessante é, que para o usuário tudo é feito de forma transparente, e o que acontece está na execução das aplicações no Silverlight como se estivesse no Windows, e o melhor, tudo de forma rápida e sem lag's.

(mais…)

Por Tales, atrás
Linux

Emulando o botão do meio no touchpad (estilo MacBook)

Uma coisa que sempre me agradou no GNU/Linux é a opção de poder selecionar um texto qualquer com o mouse e colocar o conteúdo selecionado com o botão do meio, do mouse. Isso facilita muito, pois você não precisa dar um [CTRL+C] para copiar o conteúdo selecionado e depois um [CTRL+V] para clocar o conteúdo; ou mesmo selecionar o conteúdo com o mouse, clicar com o botão direito e, em cima do conteúdo selecionado, escolher Copiar, em seguida ir aonde deseja, clicar com o botão direito e escolher a opção Colar. É claro que existem outros meios de fazer esse copiar e colocar, mas nada tão simples quanto selecionar o texto que deseja copiar, ir no local que deseja colar e clicar com o botão do meio do mouse, ou para os que possuem touchpad com botão, essa emulação é feita apertando os dois botões simultaneamente. Para os touchpads que não possuem botões físicos, como o meu, existe um programa (synclient) para configurar gestos, e normalmente é configurado para um toque no touchpad com três dedos.

Essa dica é válida para todos os computadores – notebooks e ultrabooks – que possuem um touchpad no estilo MacBook, o qual não apresenta botões físicos.

Nas distribuições Linux que não são derivadas do Ubuntu, você consegue realizar uma configuração “correta” do seu touchpad, inserindo informações em um arquivo texto que é colocado dentro do diretório /etc/X11/xorg.conf.d/. Porém o Ubuntu foge a essa regra e para os que conhecem essa distro, sabe que ele está cada vez mais se distanciando das demais, criando seus próprios aplicativos e configurações específicas, então, algo que era apara funcionar em qualquer distribuição Linux, acaba deixando a desejar no Ubuntu. (mais…)

Por Tales, atrás