Anatel suspenderá a venda de novos planos pela Claro, Oi e TIM

19 de julho de 2012

O descaso das operadoras nacionais com a má qualidade dos serviços prestados parece estar com os dias contados. Não é de hoje que Claro, Oi, TIM e Vivo apresentam desempenho aquém do esperado, mas até então, mesmo com todas as reclamações no Procon e processos movidos contra elas, pouco havia sido feito. Agora a Anatel resolveu agir. E agir pra valer.Hoje a Anatel fará uma coletiva de imprensa sobre o assunto, mas há é certo: haverá suspensão na venda de novos planos de três das grandes operadoras nacionais: Claro, Oi e TIM. Juntas, elas respondem por ~70% do mercado de telefonia móvel do Brasil e, agora, terão que agregar qualidade à popularidade que têm se quiserem voltar a vender novos planos.

A interrupção varia de operadora para operadora. A TIM será impedida em 15 estados, a Oi em 6 e a Claro, em 3. Para voltar a vender novas linhas de telefonia e Internet móvel, elas terão que apresentar um plano de investimentos à Anatel para os dois próximos anos, exigência que também se estenderá à Vivo, não afetada por ora pelas determinações de interrupção. As suspensões serão efetivadas através de medidas cautelares, que serão pedidas em cada estado e de forma individual, por operadora.
Por que demorou tanto?

Há críticas fortes à falta de intervenção da Anatel dado o estado precário dos serviços oferecidos pelas operadoras. Afinal, como agência do setor, é dever fiscalizar e cobrar melhorias.

Segundo a Folha, a Anatel chegou a essa decisão inesperada após seis meses de avaliação de dados e desempenho das operadoras. Nesse período vários problemas foram constatados, sendo um dos mais graves as quedas nas ligações após alguns minutos. Com muitos planos pré-pago, os mais populares, cobrados por ligação, não por tempo, não é de se estranhar que as ligações “caiam” depois de algum tempo.

O plano exigido pela Anatel para restabelecer a venda de novos serviços alcança as seguintes áreas: melhora na infraestrutura; no atendimento ao consumidor; completamento de chamada.
Sofrimento de longa data

A princípio, a intenção da Anatel era aplicar a sanação apenas à TIM, operadora cujo histórico não é dos melhores. Problemas com vendas e qualidade dos serviços vêm de longa data e, nesse tempo todo, ela já foi impedida de vender novas linhas em Florianópolis, Ceará e Pará. Semana passada, o Ministro das Comunicações Paulo Bernardo deu um ultimato à operadora.

A Anatel resolveu esperar para aprofundar os estudos que vinha realizando acerca das operadoras. Nisso, em vez de apenas TIM, Claro e Oi também sofrerão as sanções. É uma atitude extrema, mas condizente com a situação — afinal, pagamos caro e estamos insatisfeitos com os serviços prestados. Resta saber se agora, mexendo no bolso, as melhorias sejam visíveis. Citando a TIM novamente, a defesa da operadora é de que investimentos constantes são feitos, com cifras bilionárias. Pelo visto, nada que tenha resultado em melhorias práticas até o momento.

Fonte: http://www.gizmodo.com.br/anatel-suspendera-venda-de-novos-planos-pela-claro-oi-e-tim/

28 Comentários

  1. orereebup

    prix du viagra france en beziers stromectol dosage Tadalafil Professional 20 Mg

    Responder
  2. Grilkkisa

    buy cialis online After a median follow up time of 25 years, a total of 232 LRR and 580 DM were observed, corresponding to cumulative incidences of 23 and 58 for risk of LRR and DM, respectively

    Responder
  3. Nertal

    priligy buy in la. Students should understand the role of artificial intelligence and digital health technologies in enhancing medication safety

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *