Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Mais resultados...

Depois de alguns anos sem nenhum programa de acesso remoto via desktop para Linux, eis que surge o primeiro programa, funcional, para tal função. Até semana passada se alguém procurasse algum programa voltado para Linux destinado ao suporte remoto, sem ter que redirecionar alguma porta(como no caso do VNC) para assim obter acesso e de baixa qualidade, obviamente o usuário ou mesmo técnico da área não encontraria absolutamente nada. Programas como o TeamViewer, LogMein dentre outros, não são novidades para a plataforma Windows ou até mesmo MAC. Neste caso, para o Linux, sim. Isso é uma grande novidade pois, pelo que sei, este é o primeiro programa, neste estilo, a dar suporte ao Linux. Mas já estamos correndo contra o “prejuízo” ou seria contra o tempo perdido? E tentando encontrar ou fazer algo funcional para executar tal função.

Informo que o objetivo deste texto não é abordar sobre todas as funcionalidades desse programa, pois acredito que muitos já o conheça, mas sim demonstrar que o programa está disponível para a plataforma Linux e realmente funciona.

IMPORTANTE: Não é preciso liberar, redimensionar portas ou desativar firewalls. Mesmo que você esteja em uma rede local ou em uma sub-rede de uma sub-rede local, este programa conseguirá ter acesso ao seu correspondente.

Há dois dias recebi um e-mail da empresa TeamViewer informando ter liberado uma versão(beta) deste programa para a plataforma Linux. Fiquei tão contente e corri logo para testá-la. Talvez eles tenham ficado de saco cheio de tantos emails que eu e mais algumas centenas de pessoas mandaram para a empresa pedindo uma versão do software para Linux, que resolveram faze-la. Depois de algum tempo, meses, anos, o nosso pedido foi atendido.

O TeamViewer, ainda em sua versão beta, inicialmente possui pacotes disponíveis para Red Hat, Fedora, Suse, Mandriva, Ubuntu e Debian, contendo versões para 32 e 64 bits. Também está disponível um pacote genérico(tar.gz), o qual utilizei no meu Gentoo amd64, e pode ser utilizado em qualquer distribuição nas arquiteturas 32 e 64btis. Para a versão “genérica”, basta descompactar o arquivo, entrar no diretório(teamviewer5) e executar o arquivo “teamviewer”.

Para uso não comercial a utilização do TeamViewer é livre. Para obter mais informações sobre a utilização do programa comercialmente, entre em contato ou busque mais informações direto no site do software: http://www.teamviewer.com/.

Um detalhe “interessante” que achei foi a utilização do Wine para a execução do programa, assim como o picasa da Google e outros programas que utilizam bibliotecas do Wine para serem executados. Apesar disso, o programa se manteve, mesmo em conexões ruins, com uma boa velocidade de manuseamento do desktop. Comandos, cliques, sendo atendidos instantaneamente.

Creio que essa seja apenas uma “revolução” de programas que dará início a muitos outros. O Linux cresce cada dia mais e os produtores de softwares pró Windows e Mac já não estão ignorando o primo livre.

Após baixar e instalar o programa, o mesmo estará disponível na sua sessão “Internet”, TeamViewer. Tando para Gnome, KDE, XFCE e afins.
Clique aqui para baixar o programa.

O programa é bem simples e intuitivo para ser utilizado. Após iniciado, você verá uma tela semelhante a tela abaixo, a qual contém basicamente dois quadros. O primeiro contém sua ID e senha, que deverá ser fornecida para o parceiro que desejar acessar o seu desktop, neste caso você será o receptor. O segundo quadro possui 3 opções(Suporte remoto, Apresentação e Transferência de arquivos), o primeiro é utilizado para você acessar a máquina, desktop, do seu parceiro, o qual irá te fornecer uma ID e uma senha e assim você poderá controlar o desktop remoto, transferir arquivos, usar o chat, voip dentre outros serviços disponíveis; com a opção “Apresentação” você poderá apenas visualizar o que o seu parceiro está fazendo; a opção “Transferência de arquivos” você pode apenas transferir arquivos.

imagem84

Realizei alguns testes em duas máquinas distintas, uma com o Kubuntu 9.10 e outra com o Ubuntu 9.04. Em ambas a conexão e o bate-papo funcionaram perfeitamente, no Kubuntu a chamada voip funcionou muito bem. Na máquina Ubuntu a chamada Voip não foi bem sucedida, talvez por causa de uma configuração inadequada. A transferência de arquivos foi bem sucedida nos dois sistemas, Ubuntu e Kubuntu.

Para uma primeira versão Linux acho que o programa está bem servido para a proposta principal, que é de suporte a um desktop remotamente. Espero que o software seja aceito pela comunidade e prossiga com novas versões e melhoramentos.

Agradecimentos ao meu pai, José Maria Mendonça e a Débora Rangel por me ceder um tempo para realizar os devidos teste.