Acessando o seu Android de forma rápida e segura via SSH

5 de agosto de 2011

Quando se adquire um telefone celular ou smartphone ou tablet, geralmente, vêm agregado vários acessórios ao produto: o cabo de dados é utilizado para realizar transferência de arquivos entre o aparelho adquirido e um computador, PC.

Alguns aparelhos trazem softwares para que sejam instalados no computador e possam realizar a transferência dos arquivos.

Como o sistema operacional Android, hoje, está presente em milhões de smartfones e tablet’s e a maioria possui acesso WiFi, nada mais fácil do que aproveitar as facilidades que o aparelho dispõe para desfrutar da comodidade, dispensando cabos e instalações de softwares proprietários – que muitas vezes funcionam para todos os sistemas operacionais, excluindo a família Unix, com exceção do OSX –.

O SSH – Secure Shell – é uma ferramenta de acesso remota bem poderosa e muito utilizada pelos administradores de redes e usuários de sistema Linux e afins. Esse é uma espécie de TELNET, porém com criptografia e outras “guloseimas” mais.

Demonstrarei, basicamente, duas maneiras para realizar a transferência de arquivos, uma em moto texto – através do terminal de comandos – e outra em modo gráfico – utilizando o Nautilus – gerenciador de arquivos padrão do Ubuntu.

Este texto foi escrito baseando-se na distro Ubuntu (11.04) – utiliza o ambiente gráfico Gnome como patrão e o gerenciador de arquivos Nautilus –. Usuários de outras distribuições poderão basear-se neste texto, pois a utilização em outros gerenciadores de arquivos é bem semelhante. Quem for utilizar o terminal de comandos não terá problema algum, porque a execução dos comandos é exatamente a mesma em qualquer distro.

 
Instalação e configuração

Creio que usuários do Ubuntu não precisarão instalar nem configurar nada, mas para conferir se está com o programa instalado, poderá fazê-lo agora. O programa, único, que será utilizado para realizar a comunicação entre o aparelho celular e o computador, PC, é o SSH, os demais – para o modo gráfico – são apenas uma “capa” para auxiliar na utilização.

Será preciso instalar apenas o OpenSSH-Client no computador, o servidor (SSH) estará rodando no celular/tablet.

Abra um terminal de comandos da sua preferência e digite o seguinte comando para verificar se o openssh-clien já se encontra instalado.

$ sudo apt-get install openssh-client

Caso não esteja instalado, será feito.

No Android, acesse o Markert, procure por SSHDroid e instale.

Obs.: É preciso que o root esteja liberado para acesso no celular. Caso não saiba o que significa isso ou como liberar acesso ao root no seu Android, pesquise no Google que encontrará “milhões” de tutoriais explicando como fazer.

 

SSHDroid

Comece acessando o SSHDroid que foi instalado em seu Android. Basicamente você não precisará efetuar nenhuma configuração, a única coisa que alterei foi a senha do root – que por padrão é admin –. Caso queira alterar algo como a porta de acesso – o padrão é 22 –, basta acessar as opções e configurar a seu gosto.

Programa instalado e serviço rodando, você terá uma tela semelhante à exibida abaixo:

 

O programa em si é bem simples e você não precisará realizar nenhuma configuração “mirabolante”. Na imagem acima é exibido a rede que o celular encontra-se conectado. A minha rede (WiFi Connection) é a 666; o endereço (Address) para se conectar já é exibido direto na tela e como pode ser acessado, ou seja, sftp://root@[endereço IP]:[Porta]; também é exibido um status, que de acordo com a imagem acima está como conectado (ready).

 

Manipulando arquivos em modo texto

Como sei que muitos devem ignorar essa parte, provavelmente, por acharem demorada e até complexa, resolvi colocá-la antes para que uma leitura possa ser realizada. Para aqueles que acham o terminal um “bicho de sete cabeças”, digo que é muito mais rápido – dependendo do que for realizado – e prático, trabalhar com os arquivos diretamente no terminal de comandos do que utilizar um gerenciador gráfico para efetuar a mesma tarefa.

Para quem for utilizar apenas o terminal de comandos e, assim, facilitar enxergar o que encontra-se no cartão de memória, recomendo logar no celular via ssh e com apenas um comando (ls) você poder visualizar onde encontram-se os diretórios e arquivos. Se preferir pode realizar essa visualização direto no gerenciador de arquivos do celular.

Obs.: Mude o IP para o referente que estiver aparecendo no seu celular no aplicativo SSHDroid.

(Logar no Android)

$ ssh root@192.168.1.101

(Listar os arquivos do cartão de memória)

# ls /sdcard/

(Entrar em um diretório)

# cd /sdcard/Documentos

(Voltar um ou mais diretórios)

# cd ..

ou

# cd ../..

(Remover um diretório ou um arquivo (não precisa da opção ‘-r’))

# rm -r /sdcard/teste

(Criar um diretório)

# mkdir /sdcard/Músicas

(Localizar o seu caminho. Saber aonde se encontra)

# pwd

Com os comandos acima você já será capaz de fazer uma boa manipulação ou gerência dos seus arquivos, diretamente no celular.

Primeiro você precisa saber onde encontra-se o seu cartão de memória. Ele está localizado em /sdcard. Sabendo disso, fica fácil copiar arquivos de um lado para o outro. Veja abaixo um exemplo:

 

Copiando arquivos do computador para o celular

Os comando abaixo deverão ser executados, de preferência, na sua máquina e não no ssh do celular.

(Copiando algumas músicas para o celular)

tales@neit:~$ scp -r ~/Música/novas/* root@192.168.1.101:"/sdcard/Músicas/Anos 80"
SSHDroid
Use 'root' on rooted devices otherwise any username works
Default password is 'admin'root@192.168.1.101's password:
Bruce Springsteen - Best of - Glory Days.mp3                      100% 3584KB 128.0KB/s   00:28
Bryan Adams - So Far So Good - Heaven.mp3                         100% 5718KB 127.1KB/s   00:45
Glenn Frey - The Allnighter - The Heat Is On.mp3                  100% 3576KB 137.6KB/s   00:26

Explicando o comando acima, temos:

tales@neit:~$ (Meu terminal aguardando a entrada de um comando)

scp -r (É o comando utilizado para copiar diretório ou arquivos (não precisa usar a opção ‘-r’, é usada para copiar diretórios) via ssh)

~/Música/novas/* (O til é minha $HOME, Música é um diretório que tenho no meu computador e “novas” um diretório dentro de Música; o asterisco(*) depois da barra (/) é para copiar todos os arquivos que ali se encontram)

root@192.168.1.101 (É o caminho, endereço, ssh do meu celular)

/sdcard/Músicas/Anos 80 (Local do celular que desejo copiar as músicas)

Ok, talvez manipular ou gerenciar os arquivos pelo terminal, para quem não tem prática, poderá ser confuso e trabalhoso, mas é interessante sempre saber um modo alternativo, não sabemos do que iremos precisar, não é mesmo?!

Veja, abaixo, o exemplo acima sendo executado em um vídeo:


Gerenciando arquivos pelo Nautius, Ubuntu

Se teve vários passos e comandos para gerenciar arquivos de forma textual, no modo gráfico terá apenas um.

Abra o gerenciador de arquivos, tecle [CTRL+L] e na barra de endereços digitem:

(Altere apenas o IP para o que aparece no SSHDroid)

sftp://root@192.168.1.101:22

Logo depois aperte [ENTER]

Obs.: Na primeira execução do ssh será pedido para confirmar a gravação da chave de criptografia, basta aceitar.


Será exibida uma tela para digitar a senha do SSHDroid. Digite, escolha uma opção e clique em Conectar.

Em seguida entre na pasta sdcard e lá, imediatamente, acessará os seus arquivos, sendo possível copiar, mover, apagar, executar.. como se os arquivos estivessem localmente em sua máquina.

Veja, abaixo, o exemplo acima sendo executado em um vídeo:

Manipulando arquivos pelo Dolphin, KDE

Para acesso no Dolphin, mude apenas o parâmetro a ser executado na barra de endereços, de ssh:// para fish://

Exemplo para acessar, tecle [CTLR+L] e digite na barra de endereços:

(Altere apenas o IP para o que aparece no SSHDroid)

fish://root@192.168.1.101:22

Em seguida tecle [ENTER]

A gerência dos arquivos é feita da mesma maneira que ocorre no gerenciador de arquivos do Ubuntu, o Nautilus.

Quando se adquire um telefone celular ou smartphone ou tablet, geralmente, vêm agregado vários acessórios ao produto: o cabo de dados é utilizado para realizar transferência de arquivos entre o aparelho adquirido e um computador, PC.

Alguns aparelhos trazem softwares para que sejam instalados no computador e possam realizar a transferência dos arquivos.

Como o sistema operacional Android, hoje, está presente em milhões de smartfones e tablet’s e a maioria possui acesso WiFi, nada mais fácil do que aproveitar as facilidades que o aparelho dispõe para desfrutar da comodidade, dispensando cabos e instalações de softwares proprietários – que muitas vezes funcionam para todos os sistemas operacionais, excluindo a família Unix, com exceção do OSX –.

O SSH – Secure Shell – é uma ferramenta de acesso remota bem poderosa e muito utilizada pelos administradores de redes e usuários de sistema Linux e afins. Esse é uma espécie de TELNET, porém com criptografia e outras “guloseimas” mais.

Demonstrarei, basicamente, duas maneiras para realizar a transferência de arquivos, uma em moto texto – através do terminal de comandos – e outra em modo gráfico – utilizando o Nautilus – gerenciador de arquivos padrão do Ubuntu.

Este texto foi escrito baseando-se na distro Ubuntu (11.04) – utiliza o ambiente gráfico Gnome como patrão e o gerenciador de arquivos Nautilus –. Usuários de outras distribuições poderão basear-se neste texto, pois a utilização em outros gerenciadores de arquivos é bem semelhante. Quem for utilizar o terminal de comandos não terá problema algum, porque a execução dos comandos é exatamente a mesma em qualquer distro.


Instalação e configuração

Creio que usuários do Ubuntu não precisarão instalar nem configurar nada, mas para conferir se está com o programa instalado, poderá fazê-lo agora. O programa, único, que será utilizado para realizar a comunicação entre o aparelho celular e o computador, PC, é o SSH, os demais – para o modo gráfico – são apenas uma “capa” para auxiliar na utilização.

Será preciso instalar apenas o OpenSSH-Client no computador, o servidor (SSH) estará rodando no celular/tablet.

Abra um terminal de comandos da sua preferência e digite o seguinte comando para verificar se o openssh-clien já se encontra instalado.

$ sudo apt-get install openssh-client

Caso não esteja instalado, será feito.

No Android, acesse o Markert, procure por SSHDroid e instale.

Obs.: É preciso que o root esteja liberado para acesso no celular. Caso não saiba o que significa isso ou como liberar acesso ao root no seu Android, pesquise no Google que encontrará “milhões” de tutoriais explicando como fazer.

 

SSHDroid

Comece acessando o SSHDroid que foi instalado em seu Android. Basicamente você não precisará efetuar nenhuma configuração, a única coisa que alterei foi a senha do root – que por padrão é admin –. Caso queira alterar algo como a porta de acesso – o padrão é 22 –, basta acessar as opções e configurar a seu gosto.

Programa instalado e serviço rodando, você terá uma tela semelhante à exibida abaixo:


O programa em si é bem simples e você não precisará realizar nenhuma configuração “mirabolante”. Na imagem acima é exibido a rede que o celular encontra-se conectado. A minha rede (
WiFi Connection) é a 666; o endereço (Address) para se conectar já é exibido direto na tela e como pode ser acessado, ou seja, sftp://root@[endereço IP]:[Porta]; também é exibido um status, que de acordo com a imagem acima está como conectado (ready).

 

Manipulando arquivos em modo texto

Como sei que muitos devem ignorar essa parte, provavelmente, por acharem demorada e até complexa, resolvi colocá-la antes para que uma leitura possa ser realizada. Para aqueles que acham o terminal um “bicho de sete cabeças”, digo que é muito mais rápido – dependendo do que for realizado – e prático, trabalhar com os arquivos diretamente no terminal de comandos do que utilizar um gerenciador gráfico para efetuar a mesma tarefa.

Para quem for utilizar apenas o terminal de comandos e, assim, facilitar enxergar o que encontra-se no cartão de memória, recomendo logar no celular via ssh e com apenas um comando (ls) você poder visualizar onde encontram-se os diretórios e arquivos. Se preferir pode realizar essa visualização direto no gerenciador de arquivos do celular.

Obs.: Mude o IP para o referente que estiver aparecendo no seu celular no aplicativo SSHDroid.


(Logar no Android)

$ ssh root@192.168.1.101

(Listar os arquivos do cartão de memória)

# ls /sdcard/

(Entrar em um diretório)

# cd /sdcard/Documentos

(Voltar um ou mais diretórios)

# cd ..

ou

# cd ../..

(Remover um diretório ou um arquivo (não precisa da opção ‘-r’))

# rm -r /sdcard/teste

(Criar um diretório)

# mkdir /sdcard/Músicas

(Localizar o seu caminho. Saber aonde se encontra)

# pwd

Com os comandos acima você já será capaz de fazer uma boa manipulação ou gerência dos seus arquivos, diretamente no celular.

Primeiro você precisa saber onde encontra-se o seu cartão de memória. Ele está localizado em /sdcard. Sabendo disso, fica fácil copiar arquivos de um lado para o outro. Veja abaixo um exemplo:

 

Copiando arquivos do computador para o celular

Os comando abaixo deverão ser executados, de preferência, na sua máquina e não no ssh do celular.

(Copiando algumas músicas para o celular)

tales@neit:~$ scp -r ~/Música/novas/* root@192.168.1.101:"/sdcard/Músicas/Anos 80"
SSHDroid
Use 'root' on rooted devices otherwise any username works
Default password is 'admin'root@192.168.1.101's password:
Bruce Springsteen - Best of - Glory Days.mp3                      100% 3584KB 128.0KB/s   00:28
Bryan Adams - So Far So Good - Heaven.mp3                         100% 5718KB 127.1KB/s   00:45
Glenn Frey - The Allnighter - The Heat Is On.mp3                  100% 3576KB 137.6KB/s   00:26

Explicando o comando acima, temos:

tales@neit:~$ (Meu terminal aguardando a entrada de um comando)

scp -r (É o comando utilizado para copiar diretório ou arquivos (não precisa usar a opção ‘-r’, é usada para copiar diretórios) via ssh)

~/Música/novas/* (O til é minha $HOME, Música é um diretório que tenho no meu computador e “novas” um diretório dentro de Música; o asterisco(*) depois da barra (/) é para copiar todos os arquivos que ali se encontram)

root@192.168.1.101 (É o caminho, endereço, ssh do meu celular)

/sdcard/Músicas/Anos 80 (Local do celular que desejo copiar as músicas)

Ok, talvez manipular ou gerenciar os arquivos pelo terminal, para quem não tem prática, poderá ser confuso e trabalhoso, mas é interessante sempre saber um modo alternativo, não sabemos do que iremos precisar, não é mesmo?!

Veja, abaixo, o exemplo acima sendo executado em um vídeo:


Gerenciando arquivos pelo Nautius, Ubuntu

Se teve vários passos e comandos para gerenciar arquivos de forma textual, no modo gráfico terá apenas um.

Abra o gerenciador de arquivos, tecle CTRL+L e na barra de endereços digitem:

(Altere apenas o IP para o que aparece no SSHDroid)

sftp://root@192.168.1.101:22

Logo depois aperte [ENTER]

Obs.: Na primeira execução do ssh será pedido para confirmar a gravação da chave de criptografia, basta aceitar.


Será exibida uma tela para digitar a senha do
SSHDroid. Digite, escolha uma opção e clique em Conectar.

Em seguida entre na pasta sdcard e lá, imediatamente, acessará os seus arquivos, sendo possível copiar, mover, apagar, executar.. como se os arquivos estivessem localmente em sua máquina.

Veja, abaixo, o exemplo acima sendo executado em um vídeo:


Manipulando arquivos pelo Dolphin, KDE

Para acesso no Dolphin, mude apenas o parâmetro a ser executado na barra de endereços, de ssh:// para fish://

Exemplo para acessar, tecle CTLR+L e digite na barra de endereços:

(Altere apenas o IP para o que aparece no SSHDroid)

fish://root@192.168.1.101:22

Em seguida tecle [ENTER]

A gerência dos arquivos é feita da mesma maneira que ocorre no gerenciador de arquivos do Ubuntu, o Nautilus.

24 Comentários

  1. Paris escorts

    Eu gosto da valiosa informação que você forneceu nos http://www.talesam.org. Vou marcar o seu blog e verifique novamente aqui regularmente. Tenho certeza de que vou aprender muitas coisas novas aqui mesmo! Melhor da sorte para os próximos!

    Responder
  2. dqNyCM

    Myers BD, Miller C, Mehigan JT, et al cialis buy online usa Transient hypogonadotrophic hypogonadism in any herb, kemmler w

    Responder
  3. binance register

    Can you be more specific about the content of your article? After reading it, I still have some doubts. Hope you can help me.

    Responder
  4. zinny

    You can bet on NFL games at every single online sportsbook due to the popularity of pro football. However, you should use our sportsbook reviews section to find safe, reliable, trustworthy sportsbooks and avoid the shady operators found on our blacklist. Competitive odds are a must for anyone looking at Texas betting apps. Line shopping is a term you should become familiar with, and it means checking out the odds at different operators before you wager. Why back the Dallas Cowboys at -110 when you can get them +120 at other Texas sportsbook apps? Some operators will compile odds in-house, and some will import them from consultancy companies, so there can be a range of odds available across different sports and markets.  Falcons 24, Panthers 10 His points are actually … well, spot on. While no one is sitting here wanting more underage kids to gamble, the policing of it in today’s digital world falls firmly on the parents’ shoulders, not the sportsbooks, if only because there is no way for FanDuel to actually know who is hitting “place bet” short of … what? Fingerprints? Facial recognition?
    https://www.soulsisterdecorating.com/forum/general-discussions/1xbet-download-link
    Mike Drop: The Good, Bad & Wacky of Conference Realignment with CBS Sports Analyst © 2024 africa.businessinsider Be sure to check out the most lucrative sports betting promos and get started today. We understand one thing that many other sites do not. Not everyone wants the same thing from their cappers. Many of our customers want strong data-driven analysis with each pick. Others want a full game breakdown, highlighting the strengths and weaknesses of each team. Some want detailed trend information and situational analysis. A few are looking for parlays to really bring the excitement. The majority just want to know how to take it and don’t want to be bothered with the details. Yes. We don’t immediately know of any major sportsbook operators that do not offer an app. Almost all of them have both iPhone and Android-compatible apps at this point. It’s possible that there is a browser-based book out there, but none of the big boys are without an app. If anything, it’s more likely that a sportsbook would not have a betting website and would rely on its apps exclusively.

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *